Sua porta de entrada para a França
  Loja Online

Novas vozes literárias: três livros franceses para incluir na lista de leitura

Publicado em: 1 de julho de 2020

Poucos países produziram tantos clássicos universais quanto a França. Berço de movimentos culturais que, ao longo dos séculos, influenciaram todo o Ocidente, o país é casa de inúmeros autores celebrados em todo o mundo. 

Victor Hugo, Gustave Flaubert, Honoré de Balzac, Simone de Beauvoir, Marguerite Duras, Marcel Proust… E a lista poderia continuar infinitamente. Mas uma coisa é certa: no coração dos amantes das artes literárias, escritores franceses têm seu espaço garantido.

O mais legal, quando se pensa em literatura, é perceber o quanto essa é uma atividade que não se esgota. Embora o tempo passe e o mundo se transforme, a literatura continua tendo o que dizer e, assim, faz surgir continuamente suas novas vozes

Hoje, queremos falar justamente dessas novas vozes. Por isso, elencamos para você três livros que foram publicados no século XXI e que receberam destaque na cena literária francesa recente. Sua lista de leitura vai aumentar!

Certainement pas, de Chloé Delaume (2004)

Em um hospital psiquiátrico, um médico é assassinado e seis pacientes tornam-se suspeitos. Percorrendo as páginas, descobrimos a vida dessas pessoas, entendemos detalhes de suas psicologias e, aos poucos, desvendamos o crime. 

O que mais chama a atenção do leitor, porém, é a escrita bastante particular de Chloé Delaume. O seu romance mistura, ao suspense do enredo, aspectos surrealistas e reflexões filosóficas e literárias que deixam a narrativa irresistível!

Livro Certainement past da autora francesa Chloé Dealume (2004)

La meilleure part des hommes, de Tristan Garcia (2008)

Ambientado em Paris, entre o fim da década de 80 e meados da década de 90, o polêmico e impactante romance, que foi recebido com entusiasmo e venceu o Prêmio de Flore em 2008, lida com temas densos como a ilusão e a desilusão no campo das ideologias, o ativismo e a liberdade sexual.

Tristan Garcia dá voz à Elizabeth Levallois, jornalista que narra a história de William Miller, Dominique Rossi e Jean-Michel Leibowitz. Por motivos perturbadores, tais personagens percorrem, ao longo do livro, uma trajetória que vai da amizade e do amor em direção ao ódio e à mais severa inimizade. Trama intrigante, não?

Livro La Meilleure part des hommes do autor francês Tristan Garcia (2008)

Leurs enfants après eux, de Nicolas Mathieu (2018)

Anos 90, uma cidade pequena no interior da França, a crise econômica… Mas, sobretudo: as dores do fim da adolescência e os dramas do amadurecimento. Combinando todos esses elementos em uma escrita de tom nostálgico, Nicolas Mathieu levou um dos prêmios literários franceses de maior prestígio, o Prix Goncourt.

O romance, que ao mesmo tempo narra a vida de três jovens durante quatro verões e traça um cortante retrato da sociedade francesa, está imperdível e é a nossa última indicação de leitura de hoje. 

Livro Leurs enfants après eux do autor francês Nicolas Mathieu (2018)

E aí? Ficou interessado em algum dos livros? Por enquanto, nenhum deles está traduzido para o português, por isso, se você sabe francês e quer começar a ler imediatamente, acesse os sites das principais livrarias francesas e encomende o romance que mais te atraiu. Tanto La meilleure part des hommes quanto Leurs enfants après eux estão disponíveis no formato ebook, opção bastante conveniente nestes tempos em que o coronavírus deixa mais lento o processo de importação.

Mas se, pelo contrário, você ainda não começou a estudar francês…Ora, estão aí três motivos literários para te incentivar a começar logo. E que tal começar de uma maneira mais fácil, pelos quadrinhos, conhecidos na França como bandes dessinées?

últimos artigos

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *