Sua porta de entrada para a França
  Loja Online

Validação do diploma estrangeiro: França e Brasil

Publicado em: 29 de julho de 2020

A questão da validação do diploma estrangeiro costuma suscitar uma infinidade de perguntas e incertezas. Isso é observável tanto nas pessoas que, tendo estudado em instituições francesas, querem se estabelecer no Brasil quanto nos estudantes brasileiros que planejam trabalhar ou prosseguir com seus estudos na França.

Se você está em uma dessas situações, a boa notícia é: este texto pretende simplificar o assunto e esclarecer, de uma vez por todas, as dúvidas mais comuns!

A França

O governo francês dispensa a legalização de documentos emitidos por instituições de ensino. Isso significa que, quem vai estudar na França, geralmente não precisa submeter o diploma brasileiro a um processo de reconhecimento. 

No caso do Ensino Superior, por exemplo, cada universidade estabelece seus critérios para admissão de um candidato, sendo que, na maioria das vezes, o que se pede é uma tradução juramentada dos certificados.

É importante salientar que a França não possui um procedimento para a validação de diplomas estrangeiros. Você pode solicitar, no entanto, um Atestado de Comparabilidade, isto é, um documento que reconhece a formação acadêmica e profissional obtida no Brasil bem como em outros países.

Através de uma avaliação detida, a Attestation de Comparabilité posiciona a certificação estrangeira dentro do sistema de educação francês. Emitido pelo centro ENIC-NARIC, o atestado pode ser apresentado tanto a universidades quanto a empregadores em geral.

E no Brasil, qual é o procedimento?

O Brasil dispensa a legalização de documentos emitidos por instituições de ensino francesas, mas, para fins acadêmicos e profissionais, é necessário que os diplomas de graduação sejam revalidados por universidades públicas e que os diplomas de pós-graduação sejam reconhecidos por universidades públicas ou privadas.

A revalidação deve ser solicitada a uma universidade brasileira credenciada que oferte um curso de graduação igual ou semelhante ao curso frequentado no exterior. Quanto ao reconhecimento, estão aptas a realizá-lo instituições que ministrem cursos de pós-graduação na mesma área de conhecimento e em nível igual ou superior.

Importa frisar que cada instituição de ensino é autônoma e, assim, na hora de validar e reconhecer os certificados, se vale de suas normas internas e de seus métodos específicos.

Na Plataforma Carolina Bori, criada pelo Ministério da Educação, as pessoas interessadas em atribuir validade nacional aos seus diplomas estrangeiros podem acessar a lista de universidades credenciadas, obter todas as informações relevantes, solicitar e acompanhar o processo de revalidação ou de reconhecimento.

É um procedimento bem diferente em relação àquele da França, não acha? Como você pôde perceber, cada país tem as suas regras e é fundamental que você esteja atento a elas.

E você sabe quais são os diplomas de proficiência exigidos para estudar na França? Acompanhe nosso outro artigo e fique por dentro.

últimos artigos

1 comentário

  1. Olá boa tarde gostaria de saber se meu currículo como técnica de enfermagem vale para trabalhar na França, já tenho 10anos de experiência na área hospitalar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *