Sua porta de entrada para a França
  Loja Online

Dicas de residências para estudantes universitários na França

Publicado em: 22 de dezembro de 2014
residências universitárias França

Ter a sua moradia numa residência universitária é ótimo para quem for fazer um intercâmbio na França. Os preços são interessantes e os equipamentos disponíveis facilitarão a sua vida (máquinas de lavar roupas, internet banda larga).

No entanto, convém avisar que as vagas nas residências universitárias são muito concorridas e que há critérios de recrutamento. Os alunos de pós-graduação e os alunos que moram fora da cidade em que estudam são candidatos privilegiados.

Algumas orientações sobre os critérios de seleção:

  1. Antes de tudo, você deverá montar um dossiê de pedido de alojamento em residência universitária, o DSE (Dossier Social Etudiant), ou seja, o Dossiê Social Estudante. Como já mencionamos, a seleção envolve critérios sócio-econômicos, ou seja, qual é a renda da família do estudante e do próprio estudante e como é composta a família (se o estudante vem de uma família monoparental, se ele tem muitos irmãos). Os resultados e históricos escolares entram em conta na decisão final de alocação de alojamento.
  2. Os quartos são distribuídos em função das disponibilidades dos quartos e por isso quartos podem ser oferecidos durante o ano inteiro.

Como funciona esse alojamento?

Primeiramente os quartos são disponibilizados por um período de 9 meses, geralmente de 1 de outubro até 30 de junho, no entanto, caso o seu curso comece no mês de setembro, é possível fazer um pedido para entrar mais cedo. Caso você precise ir embora antes do termo do contrato de aluguel, é preciso que você avise um mês antes, ou seja, há um aviso prévio que deve ser respeitado.

O pagamento do aluguel na França deve ser feito mensalmente no dia 10 de cada mês. Cada residência tem um regulamento interno que deve ser respeitado por todos. Uma desobediência pode levar o estudante a sofrer sanções entre as quais a maior é a expulsão da residência. Não se esqueça que esse alojamento é exclusivamente seu, ou seja, você tem o direito de receber visitas, mas não pode deixar alguém morar com você.

O CROUS ou CNOUS, instituição na França que gerencia as residências universitárias, entre outras coisas (como por exemplo, os restaurantes universitários), propõe dois tipos de residências:

As residências ditas tradicionais com quartos individuais (de 9m²), e com uma estrutura comum composta de cozinha, banheiro e sala de estudo, fica em torno de € 200 por mês. Você pode, segundo os seus recursos sociais, se beneficiar de uma subvenção de ajuda à moradia.

O outro tipo de moradia proposto é residência convencionada. Trata-se de um kitnet de 21 até 31m². Dentro do próprio apartamento há um banheiro e uma pequena cozinha e o aluguel fica em torno de € 400/ mês. Você também pode, sob algumas condições, se beneficiar de uma ajuda financeira para essa residência.

Quais seriam os lados negativos das residências?

A pequeneza dos quartos para alguns, a vida em coletividade, às vezes há poucas máquinas de lavar em relação ao número de locatários. O conforto não é de hotel, então veja os lados positivos que são o preço, a proximidade dos comércios e dos transportes (as residências geralmente são implantadas em lugares de fácil acesso) e a ajuda financeira de que você pode aproveitar para tornar o seu intercâmbio confortável, tendo um lugar para descansar e estudar tranquilamente.

 

Sua viagem para a França está programada?  Não se preocupe, o IFESP te ajuda a preparar sua jornada! Te daremos toda as dicas e informações necessárias, sobre o auxílio de moradia  francês, o visto, o orçamento, e muito mais, para que você faça sua viagem com toda tranquilidade. Entre em contato conosco: tel: (11) 3031-3599 ou escreva para [email protected]

 

últimos artigos

2 comentários

  1. adorei seu site, tem várias dicas legais, me candidatei para iniciar em setembro o primeiro ano de graduação em arquitetura, pelo que eu entendi eles dão preferência a quem estar no segundo ano ou fazer o Master certo? eu no caso posso me candidatar mesmo assim a uma vaga para a residência?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *