setembro 18, 2018

Estudar na França: antecipe sua candidatura

Muitas pessoas sonham em visitar a França, em falar francês ou em estudar em uma Universidade Francesa, porém esse processo pode ser complicado devido a tantas etapas e documentos solicitados para a candidatura. Se você é uma dessas pessoas que querem estudar na França e que gostaria de saber por onde começar e o que fazer para conseguir enviar a sua candidatura, nós te ajudamos!

1. Escolha seu curso

Antes de começar efetivamente o seu processo de candidatura, o primeiro passo é escolher qual curso e em qual universidade você quer estudar. O Campus France, agência do governo francês responsável pela divulgação do ensino superior na França, oferece uma plataforma que facilita encontrar o melhor curso e universidade para você. No site, você encontra os cursos da licence (graduação) e do master (mestrado).

Se você já sabe a universidade em que quer estudar, é sempre bom confirmar se ela é associada à plataforma Études en France do Campus France, pois é por meio dessa plataforma que você enviará seus documentos. Para verificar se a universidade de sua escolha realiza o processo de candidatura por meio do Campus France, acesse o link.

Caso você esteja interessado em fazer Doctorat (doutorado) na França, vale dizer que a candidatura é feita diretamente com a universidade.

 

Está pensando em fazer uma faculdade na França? O Grupo IFESP te auxilia através do curso preparatório Assessoria Campus France, com uma orientação completa sobre as universidades francesas e o processo de candidatura via Campus France Brasil.

2. Documentos necessários

A parte dos documentos é a mais importante de todo o processo, pois é somente com todos os documentos solicitados que o aluno poderá realizar sua candidatura, por isso verifique os documentos necessários através do guia Campus France e se planeje para tê-los em mãos no momento da candidatura. Resumidamente, os documentos são:

Para Licence 1:

  • Rg ou passaporte;
  • Currículo elaborado diretamente em francês;
  • Histórico do ensino médio e certificado de conclusão, junto com suas respectivas traduções juramentadas;
  • Comprovante de acesso ao ensino superior em uma universidade reconhecida pelo MEC na mesma área que pretende ingressar na França;
  • Atestado TCF-DAP ou cópia de inscrição para a próxima sessão.

Para a Licence 2 ou 3:

  • Rg ou passaporte;
  • Currículo elaborado diretamente em francês;
  • Histórico do ensino médio e certificado de conclusão, junto com suas respectivas traduções juramentadas;
  • Histórico recente de notas dos anos já cursados na graduação no Brasil. Sendo, no mínimo, 1 ano já cursado para ingresso na L2 (2°ano da licence) e 2 anos já cursados para ingressar na L3 (3°ano da licence);
  • Atestado e/ou diploma de proficiência em francês: DALF/DELF, TCF-TP, TEF.

Para o Master 1 ou 2:

  • Rg ou passaporte;
  • Currículo elaborado diretamente em francês;
  • Diploma da graduação acompanhado de sua tradução juramentada;
  • Histórico oficial de notas da graduação acompanhado de sua respectiva tradução juramentada;
  • Atestado e/ou diploma de proficiência em francês: DELF, DALF, TEF e TCF-TP.

Alguns documentos requerem traduções juramentadas, como, por exemplo, o histórico e o diploma da graduação. Essas traduções devem ser feitas por um profissional reconhecido pela junta de comércio de seu estado. Para encontrar um tradutor juramentado perto de você, consulte a lista disponibilizada pela Embaixada Francesa.

Certos documentos são opcionais, como: possíveis diplomas linguísticos e certificados de outras línguas, comprovante de estágio ou experiências profissionais, cartas de recomendação assinadas, premiações ou cursos extracurriculares relevantes para o seu processo. Esses documentos, embora sejam opcionais, podem ser um diferencial no seu dossiê.

3. Nível de francês

Para se candidatar a uma Universidade Francesa, é preciso comprovar proficiência no francês, sendo assim, o aluno deve, no ato da inscrição para licence ou para máster, apresentar seu certificado de proficiência, que pode ser o DELF/DALF ou TCF-TP.

O aluno deve verificar qual o nível de francês exigido pela sua universidade e prestar uma das provas mencionadas anteriormente. Para saber o nível mínimo de francês exigido para se candidatar, é preciso entrar diretamente em contato com a universidade de interesse.

Um pouco mais sobre o DELF/DALF

O DELF é o diploma que atesta o nível de francês até o B2 (CECR), caso o aluno precise de um nível acima do B2, como o nível C1 ou C2, ele deve prestar o DALF. Se o candidato for comprovar seu nível de francês através do DELF ou do DALF, é preciso se programar para prestar a prova a tempo de anexar o certificado no processo de candidatura que abre no final de todo ano. Normalmente, a última prova aceita é a realizada no mês de novembro, pois o resultado sai a tempo para que o aluno o envie no dossiê Campus France.

Um pouco mais sobre o TCF-TP

Se o aluno quiser comprovar seu nível de francês com o TCF-TP, também é possível. Essa prova é diferente do DELF e do DALF, pois o aluno não se inscreve no nível de francês que pretende passar, o nível de francês é calculado através da quantidade de pontos feitos pelo aluno. O TCF-TP, também diferente do DELF/DALF, é aberto várias vezes ao ano.

Uma vantagem dessa prova é que o Campus France permite anexar o comprovante da inscrição para mesma, ou seja, sem antes ter efetivamente o resultado, o aluno pode enviar o dossiê ao Campus France. Porém, a Campus France estabelece uma data limite para que o candidato envie o resultado do TCF-TP. Caso o resultado do teste não seja enviado até a data limite, o dossiê não poderá ser encaminhado para a primeira opção de universidade selecionada.

Atenção! Se estiver se candidatando para o primeiro ano da licence 1 (L1): o TCF-DAP é o único certificado de proficiência aceito! Ele é obrigatório para as candidaturas ao L1 nas universidades públicas francesas e nas escolas de arquitetura.

Se você estiver estudando para prestar alguma dessas provas, o Curso de Francês Online – CFOL possui cursos Prepa DELF, Prepa DALF e Prepa TCF. Os cursos são 100% online, para você estudar quando e onde quiser.

 

4. Preencha seu dossiê no Campus France

Com o curso e a universidade em mente, e o atestado ou diploma de proficiência em  francês em mãos (assim como todos os outros documentos acima listados), é hora de digitalizá-los. Cuidado com o tamanho do arquivo, o Campus France mostra como diminuí-lo se estiver muito grande.

O Campus France ainda disponibiliza um vídeo mostrando passo a passo de como preencher seu dossiê de candidatura.

Ter um objetivo claro do que você quer estudar e um porque é o ponto inicial para conseguir sua vaga em uma Universidade Francesa. Porém, também é preciso estudar cuidadosamente o processo de candidatura para que o candidato consiga ter todos os documentos em mãos a tempo.

 

5 Aumento das taxas de inscrição

As taxas de inscrição para as universidades francesas aumentaram, por isso é importante organizar seu orçamento antes de tentar uma vaga em uma instituição francesa. Para a graduação a taxa de inscrição passou a ser 2770 e para o mestrado e doutorado a taxa agora é de 3770 euros.

Website | + posts

Seja o primeiro a saber

Assine nossa Newsletter

Thank you for your message. It has been sent.
There was an error trying to send your message. Please try again later.

One Comment

  1. Inácio Miguel 8 de setembro de 2019 at 16:35 - Reply

    Eu quero tanto estudar em França
    Oque eu devo fazer para estudar em França?

Leave A Comment

Website | + posts