Sua porta de entrada para a França
  Loja Online

O CNRS na França – Centro Nacional para a Pesquisa Científica

Publicado em: 30 de março de 2015
CNRS França

Com 4894 artigos publicados em 2014, o CNRS – Centre National de la Recherche Scientifique foi classificado como a primeira instituição mundial de pesquisa, segundo a revista americana Nature, especializada em ciências e pesquisa. Mas o que é o CNRS, e qual é o papel dele?

O Centre National de la Recherche Scientifique (Centro Nacional para a Pesquisa Científica) é a maior instituição pública de pesquisa científica na França. Fundado por uma lei de 1939, o CNRS tinha como primeiro objetivo não reproduzir os erros da primeira guerra mundial, já que durante esse conflito, o Estado Francês usou todos os cientistas como soldados, perdendo assim uma geração inteira de pesquisadores. Com o CNRS, os melhores cientistas franceses foram selecionados para trabalhar juntos e não poderiam mais participar das guerras.

As missões do CNRS na França

Hoje em dia, o CNRS é um órgão público sob a tutela dos ministérios de ensino superior e pesquisa. Os pesquisadores que trabalham lá têm estatuto de funcionários.

As principais missões do CNRS, definidas por lei, são de fazer qualquer pesquisa que poderia ajudar a ciência e o progresso econômico, social e cultural da França. O CNRS também tem como objetivo favorecer as aplicações concretas das pesquisas realizadas. Dessa forma, ele tenta desenvolver a influência da França na área das ciências em âmbito internacional, publicando estudos e pesquisas em Francês.

Os três principais tipos de ações do CNRS

O CNRS financia mais de 1170 laboratórios de pesquisa. Do total desses laboratórios, apenas 98 estão diretamente sob a administração do CNRS, sendo que a maioria são centros de pesquisa ligados a universidades públicas e centros privados, recebendo verbas do CNRS. A cada quatro anos, o CNRS faz uma avaliação dos resultados obtidos, decidindo assim se quer continuar financiando as instituições de pesquisa.

Além dessa atividade, o CNRS dá verbas para projetos específicos e decide quais pesquisadores vão participar desses projetos. O CNRS paga o salário dos cientistas que trabalham nas unidades de pesquisa gerenciadas diretamente por ele.

O CNRS em âmbito internacional

O CNRS conta com mais de 10 institutos, cada um especializado numa área específica, como por exemplo os institutos de física, química ou ciências informáticas.

Enfim, esse órgão conta com muitas colaborações de outros países. Assim, para muitos pesquisadores estrangeiros, trabalhar na França para o CNRS é uma opção possível. E a instituição possui oito escritórios internacionais, que organizam colaborações científicas com o país onde estão situados.

O escritório do CNRS no Brasil, situado no Rio de Janeiro, organiza programas de cooperação com instituições de pesquisa brasileiras desde 1975.

Trabalhar no CNRS é possível para um pesquisador estrangeiro. Você quer saber mais sobre como fazer pesquisa na França ou sobre os estudos na França? Venha já fazer a sua orientação acadêmica no IFESP. É totalmente gratuito!

 

 

Hugo Givodan

últimos artigos

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *